“Marketing de Conteúdo: 3 estratégias a abordar”

1 de Outubro de 2018

Um artigo de opinião que nos mostra três estratégias para uma boa e correta utilização de conteúdo.

 

“Marketing de Conteúdo: 3 estratégias a abordar”

Já é unânime que o Marketing de Conteúdo é um dos pilares fundamentais de uma boa estratégia de Marketing Digital.

São raras as excepções de grandes empresas mundiais que não têm hoje o conteúdo como base da sua estratégia digital, ainda que o façam de diferentes formas, modelos esses que vou abordar neste artigo.

Coca-Cola, American Express, Disney, Evernote, Red Bull… Podia preencher esta página apenas com nomes fortes de marcas mundiais que possuem uma campanha segura e eficaz de Marketing de Conteúdo. A estratégia é sempre a mesma: chegar ao público alvo, agregar audiências interessadas e, por isso, que convertem de forma mais eficaz.

O conteúdo digital é forte porque agrega audiências e porque apresenta uma empresa mostrando o que ela sabe e não o que ela vende (se for uma estratégia bem feita e utilizar regras existentes de proporção de conteúdo).

É forte porque apoia e agrega todos os outros pontos de uma campanha de Marketing Digital: é essencial para uma boa estratégia de SEO; promove o engagement nas redes sociais; resulta em newsletters informativas e de branding em detrimento de newsletters exclusivamente comerciais que normalmente vão parar ao lixo.

Mas existem várias formas de utilizar o conteúdo na nossa marca, e vou elencar algumas das mais relevantes e, também por isso, mais utilizadas:

1 – Criar um blog da própria marca com informação relevante para o consumidor que é um potencial comprador, com o objectivo de apresentar a marca e gerar leads. Exemplo: American Express

2 – Criar um blog da marca com apoio ao consumidor após a aquisição de produtos ou serviços, com tutoriais e informação útil que pode ser decisiva no momento de compra. Exemplo: Canva e Adobe

3 – Promover o aparecimento da marca em blogs e publishers que já agregam a audiência que nos interessa enquanto marca, acelerando o processo de entrada no mercado do conteúdo.

As três não são exclusivas, ou seja, podem e devem, na grande maioria dos casos, ser realizadas em simultâneo. Mas há um ponto que deve ser comum a todas: respeito pelo utilizador. Como? Com conteúdo relevante e útil, focado no utilizador e não na marca.

 

Ana Lima

Masterclass FLAG “Integrated Content Marketing” (14h) | 03 e 10 de Novembro, das 10h às 18h | FLAG Porto