“Os porquês do Storytelling”, um breve vislumbre da Masterclass de Setembro com Miguel Satúrio Pires

20 de Agosto de 2018

Mais um artigo de opinião que te vais mostrar porque não deves faltar à Masterclass FLAG “Narrative Thinking & Strategic Storytelling”, nos dias 22 e 29 de Setembro, na FLAG Lisboa.

 

“Os porquês do Storytelling”

Todos temos histórias para contar. E são essas mesmas memórias e experiências partilhadas que traçam o nosso perfil e nos aproximam da comunidade, inevitavelmente estabelecendo uma relação de empatia e de identificação com público-alvo a que nos dirigimos.

Sendo das mais antigas e eficazes formas de comunicação, a narrativa e o storytelling, nos tempos mais remotos transmitidas de boca em boca, assumem-se hoje em dia como ferramentas essenciais na estratégia de qualquer empresa que pretenda não só criar laços identitários junto do receptor da mensagem, mas também entreter e cativar a sua audiência com histórias que hão-de perdurar na memória do colectivo.

Afinal de contas, vejamos que mais de metade das conversas que estabelecemos com os nossos interlocutores é ilustrada por histórias, sendo certo que lhes damos muito mais atenção do que a factos indiscutíveis. Porquê? Porque uma história bem narrada torna-se muito mais fácil de descodificar e memorizar. E o storytelling é precisamente o elemento de comunicação que nos liga às nossas raízes e nos oferece uma visão privilegiada do futuro, daí que explora uma série de sentimentos junto dos consumidores, sejam eles positivos ou negativos, mas sempre basilares para fomentar a identificação com a história contada.

Por isso mesmo, e também pelo facto de o público em geral procurar, sobretudo, experiências que lhes sejam comuns ao invés de publicidade pura e dura, há que contar histórias criadoras de empatias que nos entretenham e também que nos ensinem, narrando situações que todos vivemos no nosso dia-a-dia e estabelecendo ligações afectivas com o mundo que nos rodeia, desta feita através das marcas e dos produtos que consumimos e das empresas que nos prestam serviços.

Em jeito de resumo, resta dizer que a narrativa e o storytelling estimulam a imaginação e criam um sentido de pertença e ligação afectiva entre emissor e receptor, o que agiliza a transmissão da mensagem e fortalece a posicionamento de mercado de qualquer empresa ou corporação.

E vocês… também têm uma história para nos contar?

 

Miguel Saturio Pires

Masterclass FLAG “Narrative Thinking & Strategic Storytelling” (14h) | 22 e 29 de Setembro, das 10h às 18h | FLAG Lisboa (Early Bird até 01/SET)